News!

Crítica - Doutor Sono ( Edmo Jr. )

homem Aranha

Por Edmo  Jr.


A adaptação de Doutor Sono ( Doctor  Sleep ), sequência do clássico romance O Iluminado ( The Shining ), escritos por Stephen King, chega aos cinemas.

A história começa em 1980, o pequeno Danny Torrance e sua mãe Wendy, moram na Flórida, tentando esquecer os acontecimentos ocorridos em O Iluminado, no Hotel Overlook. Danny é atormentado pelos fantasmas do passado, literalmente. Já adulto, Danny, interpretado por Ewan McGregor, procura dar um rumo em sua vida, e esquecer seu "dom/maldição". Trabalhando em um hospital, e tendo largado o alcoolismo, tudo parecia em paz para Danny, mas isso muda quando Abra, interpretada por Kyliegh Curran, surge em sua vida e lhe avisa sobre outras pessoas como eles, com o que Danny costuma chamar de "iluminação", estão sendo caçadas e mortas.

O elenco, encabeçado por McGregor, é digno de elogios, tanto ele quanto Currana jovem atriz que dá vida à Abra Stone ( é ótima ), Rebecca Ferguson que ocupa o papel da antagonista, Rose a Cartola, líder do culto que procura pelos iluminados, e Cliff Curtis que ocupa um papel menor, como amigo de Danny, Billy Freeman, são o destaque dessa adaptação.

A ambientação e fotografia, são ótimas, as referências e os flashbacks que nos levam de volta aos acontecimentos do Hotel Overlook, são de fazer qualquer Cinéfilo se arrepiar. A trilha sonora composta pelos irmãos Andy Grush e Taylor Newton, que já trabalharam com o diretor Mike Flanagan em Jogo Perigoso e A Maldição da Residência Hill, é de fazer roer as unhas de tanta tensão, além de trazer de volta o clássico tema de O Iluminado.

Mesmo não tendo lido os romances de King e não podendo compará-los à suas adaptações cinematográficas, mas estando ciente das mudanças feitas na versão para os cinemas de O Iluminado, que com certeza influenciariam os eventos de Doutor Sono, posso apenas dizer que a adaptação foi perfeita, ponto para o roteiro.

No geral, como sequência do filme estrelado por Jack Nicholson, o filme funciona muito bem, com alguns bons sustos, exerce um papel infinitamente superior no gênero terror/suspense, do que O Iluminado

A direção de Flanagan e o roteiro escrito por ele mesmo, fazem um excelente trabalho no que diz respeito ao legado de King, em termos de cinema, mesmo sendo um filme longo e para maiores. Em uma época em que as adaptações dos contos de Stephen King estão cada vez mais entre nós, Doutor Sono sem dúvidas merece destaque.



Nota 8,5

Nenhum comentário